sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Socorro

Quando um espírito auxilia outro é porque Deus mandou que ele agisse daquela forma: um mereceu ser auxiliado e o outro a se tornar auxiliador. 
 
Portanto, quem recebe o auxílio não deve idolatrar o auxiliador, pois o verdadeiro determinante do auxílio foi o Pai. A quem nos auxilia devemos a gratidão e o respeito, mas o amor sublime deve ser sempre endereçado Àquele que enviou o socorro.

Joaquim de Aruanda

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.